Nav icon
Estilo Grunge
Fashion

Viva a Nostalgia do Estilo Grunge Em: “Smells Like Teen Spirit”

Postado por Thássio Marcelo Aragão / 23 August, 2019

Kurt Cobain pode está morto, mas seu estilo continua vivo e marcando gerações. Se vista com o espírito jovem dos anos 90!

No começo, não significava nada. “Poderia ter sido lama, sujeira, lixo, qualquer palavra assim”, segundo Jonathan Poneman, fundador da gravadora Sub Pop, de Seattle. Mas em sua descrição da cena, enviada aos jornalistas no final da década de 80, quando seus futuros astros ainda estavam se avaliando nas garagens um do outro, ele escolheu chamar de estilo Grunge.

Em retrospecto, é uma palavra que encapsula não apenas o som de bandas de rock como Nirvana, Mudhoney, Green River e Soundgarden, mas também seu visual; comido por traças, largado, sujo e desleixado.

Estilo Grunge

camisa jeans e calça xadrez MARTINS.TOM

O Grunge não rejeitou a moda, ignorou-a. E, no entanto, a insularidade da cena em Seattle, uma cidade inundada de chuvas e lojas de caridade, fez com que ele atingisse o mainstream com um visual definido. “Thrift” era um verbo local usado para designar “lojas brechó” muito antes do álbum Nevermind ser número um e a música e visual de Kurt Cobain ser adotado por jovens que dormiam em sofás ou debaixo de pontes e que só compravam roupas quando as antigas não serviam mais.

Enquanto o Punk explodia com desejo de mudar o mundo e as coisas, o pensamento Grunge se articulava em torno da apatia, depressão, fatalismo, temperados com boa dose de ironia, expressa nas letras altamente poéticas da cena musical de 1988. Os jovens Grunge acolhem os reveses da vida com indiferença, usam cabelos compridos, malcuidados e caindo nos olhos, têm sempre um cigarro na mão e se vestem “de qualquer jeito”.

Estilo Grunge

boné MADE IN BRAZIL, camisa preta, colar e chapéu pescador ACERVO STYLIST, camisa e calça xadrez MARTINS.TOM

Já dizia a música do Nirvana “Como as You Are” (Como Você É), a trilha sonora de uma geração avessa aos ditames da moda. A MTV ajudou a disseminar o estilo Grunge nos anos 90, transmitindo em loop os videoclipes das bandas de rock alternativo com rapazes de camisas xadrez e coturnos. Não era um look estudado, mas ganhou o mainstream da moda, sendo repetido em capas de revistas, passarelas, filmes e uma infinidade de shows.

As camisas de flanela, com frequência amarradas na cintura, ou em números maiores, eram uma escolha “antimoda” por serem baratas e adequadas ao clima instável e de muito vento de Seattle. Tornaram-se um símbolo, seja qual for a latitude. Com elas, as botinhas militares, as malhas e os cardigãs deformados completavam o visual tão adotado por Cobain e seus seguidores. As vezes cabia até uma roupa de mulher no estilo como provocação.

Estilo Grunge

sandália, camisa e calça xadrez MARTINS.TOM, colar ACERVO STYLIST

O primeiro estilista a propor uma moda com influências do estilo Grunge foi Marc Jacobs, que em 1992 lançou uma coleção para a marca Perry Ellis cheia de botas, gorros e camisas xadrez do exército que retrabalhava a estética rebelde do estilo com preços absurdos. Para a crítica da revista Vogue, Suzy Menkes, foi “medonho”.

Jacobs foi até demitido da grife, mas também teve o último riso (ele foi parar na Louis Vuitton). De Alexander McQueen a Virgil Abloh, os designers desde então tiraram o que há de novo e jovial, e enriqueceram o Grunge com fortes componentes unissex, minimizando as distinções entre look masculino e feminino.

VEJA TAMBÉM NOSSA DICA DE STYLING PARA COPIAR O VISUAL GRUNGE

Estilo Grunge

sandália, camisa e calça xadrez MARTINS.TOM, camiseta estampada, colar, pochete e chapéu pescador ACERVO STYLIST

Quer copiar o visual? Hoje podemos traduzir o estilo Grunge (ou seria neo-grunge?) como trajes envelhecidos ou estudadamente desgastados, tênis surrados e combinações estranhas, como calça volumosa junto com camiseta estampada e vários acessórios. A maxissaia também é um item obrigatório de um look que virou protagonista de passarelas nas últimas estações.

Créditos

foto e tratamento de imagem GABRIEL GALVANI
produção de moda, styling e direção criativa GU SOUZA
assistentes de styling MARIANA FIOCCO
modelo LUCAS ROZIN da agência WAY MODEL

O que você achou?