Nav icon
Cult +

Daniel Craig dá Adeus ao Papel de James Bond, O Famoso Espião 007

Postado por Ali Prando / 12 November, 2020

A maior franquia do cinema de todos os tempos volta com mais um filme de ação, repleto de novidades e reviravoltas que marcam a despedida do ator no papel que lhe consagrou.

“Bond, James Bond” – Se você mora em qualquer país do ocidente, provavelmente já deve ter ouvido essa famosa frase – é a identificação do agente secreto mais famoso do mundo, 007, criado pelo escritor Ian Fleming em 1953. A série é tão bem sucedida que além do cinema, onde o personagem coleciona êxitos, o espião também pode ser encontrado em produtos como quadrinhos, videogames, e é claro, inúmeras paródias televisivas.

James Bond

Desde o século passado, 007 permanece sendo uma das franquias mais rentáveis da história do cinema – com mais de 20 filmes, e diversos atores interpretando o espião mais famoso da sétima arte – Sean Connery, George Lazenby, Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e o atual Daniel Craig.

VEJA TAMBÉM: O PÓS-HUMANISMO, A MISANTROPIA E A ANARQUIA DE STANLEY KUBRICK

Até agora, a série arrecadou 07 bilhões de dólares. “007 – Sem Tempo Para Morrer” é o último filme em que o ator inglês estrela como o espião — estrearia em 9 de abril deste ano, mas teve o lançamento adiado para 2021 em virtude da pandemia de Covid-19.

James Bond

Daniel Craig foi fundamental para a saga de James Bond. Até aqui, ele foi o ator que mais deu veracidade ao espião:

“O mundo mudou drasticamente após o ataque ao World Trade Center em 2001 e, com isso, era inevitável que a franquia tomasse novos rumos, afinal, o inimigo também se alterou. Agora, ao invés de megalomaníacos com planos mirabolantes, temos uma ameaça real.

E foi isso o que Daniel Craig fez com 007. Ele deu um tom mais verdadeiro e sombrio ao personagem, como é devidamente tratado no primeiro romance de Ian Fleming”, comentou o editor do site James Bond Brasil, Marcos Kontze.

O ELENCO

James Bond

Depois de passar por filmes como “Lara Croft: Tomb Raider”, “Cowboys & Aliens”, e “Munich”, o ator Daniel Craig encara desde 2005 o papel de James Bond. A sua primeira vez no papel do espião, em “Casino Royale” foi muito elogiada pela crítica especializada, rendendo ao ator indicação ao BAFTA de “Melhor Atuação”, além de tornar o filme mais rentável de toda a franquia.

VEJA TAMBÉM: TUDO SOBRE O CINEMA INCONFUNDÍVEL DO ESPANHOL PEDRO ALMODÓVAR

Nascido em 1968, Daniel Craig se tornou o primeiro intérprete do personagem a nascer após a série já ter se estabelecido a após a morte de seu criador, Ian Fleming. Grande controvérsia seguiu-se após sua confirmação no papel, já que muitos duvidavam se os produtores tinham feito a escolha certa.

James Bond

Durante toda a produção de seu primeiro filme, várias campanhas na internet expressaram sua insatifação e ameaçaram boicotar o filme como protesto. Com 1,78m, Craig, diferentemente de seus antecessores, não se encaixava, de acordo com os protestos, na imagem do James Bond alto, moreno e bonito que os espectadores estavam acostumados a ver.

VEJA TAMBÉM: 9º FILME DE QUENTIN TARANTINO HOMENAGEIA A HOLLYWOOD DE 1960

A sequência “Quantum of Solace” veio dois anos depois, seguido por “Skyfall” em 2012 e “Spectre” em 2015. Em 2021, estreia o 25° filme da franquia, “No Time to Die”, com um elenco poderoso, como os astros Rami Malek, como Safin, o principal vilão, Ralph Fiennes como chefe do Serviço Secreto de Inteligência BritânicoLashana Lynch e Léa Seydoux.

Os estúdios estão promovendo esse novo filme James Bond como o mais “humano” de toda a saga do espião. Será?

A TRILHA SONORA

James Bond

Sirva seu martini e relaxe: a trilha sonora de James Bond, composta por Hans Zimmer conta com artistas premiados como Billie Eilish (maior vencedora das principais categorias do Grammy 2020).

Com apenas 18 anos de idade, a norte-americana é a artista mais jovem da história a escrever e gravar um tema de James Bond. Ela descreveu a experiência como “uma grande honra”. Os dois últimos temas, ‘Skyfall’ de Adele e ‘Writing On The Wall’ de Sam Smith, ganharam um Oscar.

VEJA TAMBÉM: BATMAN COMPLETA 80 ANOS COM TRAJETÓRIA MARCANTE NO CINEMA

A música foi lançada em fevereiro e já recebeu uma recepção bem-vinda do público – com mais de 3,5 milhões de visualizações e mais de 500.000 ‘curtidas’ no YouTubeEilish e Zimmer fizeram uma performance orquestral do tema recém-lançado no BRIT Awards na terça-feira, 18 de fevereiro. Para já ir entrando no clima do filme, segue a playlist com a trilha sonora:

A POLÍTICA

Em suas aventuras originais completas, entre elas “Casino Royale”, “Dr. No”, “Goldfinger” e “Octopussy”, James Bond é descrito como um homem alto, moreno, caucasiano, de olhar penetrante, viril, de porte atlético e sedutor, com idade estimada entre 33 e 40 anos, apreciador de vodka-martini (“batido, não mexido”) exímio atirador com licença 00 para matar (sétimo agente desta categoria especial, daí seu código 007) e perito em artes marciais, que combatia o mal pelo mundo (muitas vezes representado pela URSS naqueles tempos de Guerra Fria), a serviço do governo de Sua Majestade, com charme, elegância e cercado de belas mulheres, sempre se apresentando com a famosa frase “Meu nome é Bond, James Bond”.

James Bond

Desde que surgiu, há mais de 50 anos atrás, James Bond se aventurou por diversos países, passou por festas, traições, tiroteios, corridas de carros em alta velocidade, e seduziu diversas mulheres. Agora, no inicio de uma nova década, o maior inimigo do espião é aparentemente implacável: a passagem do tempo e o envelhecimento. Mais do que o envelhecimento físico, James Bond terá de se adaptar às novas políticas sexuais e de gênero.

VEJA TAMBÉM: TUDO SOBRE O NOVO CINEMA NEGRO ATRAVÉS DO CINEASTA SPIKE LEE

Tratando sobre isso de maneira mais profunda, quando foi criado, James Bond, assim como Hugh Hefner, editor e criador da Revista Playboy, prestava uma pedagogia de generificação sobre o desejo masculino por poder, mulheres e violência. Através de um gosto “sofisticado”, Bond era um homem que usava termos de alta costura, falava mais de três línguas, viajava com jatinhos, tinha acesso à alta tecnologia, conhecia lugares paradisiacos antes do turismo de massa e o mais importante: possuia licença para matar quem interferisse em seu caminho.

James Bond

Desde que surgiu, já nos anos 60, o modelo de masculinidade apresentado por James Bond já estava tornando-se datado, visto que os Beatles já haviam surgido, e posteriormente, o mundo seria tomado por uma onda de estrelas de rock masculinas que faziam verdadeiras odes à uma espécie de espírito pansexual e livre de amarras de gênero, como Rolling Stones ou David Bowie.

VEJA TAMBÉM: ENTRE NA BIBLIOTECA GIGANTESCA DO ÍCONE POP DAVID BOWIE

Assim, a franquia criada pela Eon Productions precisou criar aspectos que aproximasse Bond de cada época em que ele aparecia se aventurando: se antes as ameaças se tratavam de guerras mundiais e armas nucleares, aos poucos, Bond então lutava contra a manipulação do mercado financeiro.

“Sou completamente diferente de James Bond, tenho um mar de inseguranças. Por exemplo, não gosto de me ver na tela. Assisto aos meus filmes uma vez só, no lançamento, porque sou obrigado. (…) Bond não é um agente secreto, é um supermodelo de passarela. Ele entra em um ambiente, cerra os olhos e faz carão. Estraguei várias cenas, pois gargalhava quando tinha de fazer esse olhar e biquinho sedutores”, critica Daniel Craig.

“James Bond, agora, terá de se adaptar a um ambiente com muitas mulheres poderosas. Eu não o julgo pelo passado machista, mas acho mais do que justo que o público o faça. Por exemplo, nós abolimos o uso do termo bond girl para nossas atrizes, pois é pejorativo”, continua o ator, pensando sobre as próximas aventuras do agente secreto.

James Bond

E não deu outra, a EON Productions confirmou nesta semana que a atriz britânica Lashana Lynch será a próxima espiã protagonista da franquia, em substituição ao ator Daniel Craig. A atriz que também interpreta a pilota Maria Rambeau no filme “Capitã Marvel“ é a primeira mulher negra a exercer o papel de 007, após 50 anos e 24 filmes da franquia.

VEJA TAMBÉM: VINGADORES: COMO O MARVEL STUDIOS MUDOU O CINEMA?

Em entrevista recente à revista “Harper’s Bazaar“, a atriz explica que sua personagem, Nomi, será herdeira do título do agente James Bond, que irá se aposentar do serviço secreto britânico no último filme estrelado por CraigLashana entende o poder que sua personagem pode ter ao atingir plateias específicas.

“Eu não quis perder a oportunidade quando vi o que Nomi poderia representar. Procurei por pelo menos um momento no roteiro em que os membros negros da audiência acenariam com a cabeça, em reclamação pela realidade, mas felizes em ver sua vida real representada”, diz a atriz.

“Em cada projeto do qual faço parte, não importa o orçamento ou o gênero, a experiência negra que estou apresentando precisa ser 100% autêntica”, afirmou Lashana, que já aparece em momentos importantes do trailer de “Sem Tempo Parar Morrer”.

A MODA

James Bond

Continuando pela quarta vez a parceria entre as marcas 007 e Tom Ford, o designer é o responsável pelo vestuário de Daniel Craig em sua despedida do personagem. Tom Ford trabalhou em estreita colaboração com a figurinista Suttirat Anne Larlarb para fornecer roupas sob medida e roupas casuais, incluindo roupas de noite, ternos, camisas, acessórios de seda e jeans para o personagem de James BondTom Ford também vestiu Nomi, interpretada por Lashana Lynch, com jaquetas, tops e acessórios feitos sob medida.

VEJA TAMBÉM: RELEMBRE 10 FILMES DOS ANOS 90 QUE INFLUENCIAM A MODA ATÉ HOJE

Na sequência de abertura do trailer de “No Time To Die”, dirigido por Cary Joji Fukunaga, Daniel Craig é mostrado usando um terno lindamente cortado, com uma tonalidade de fudge, camisa de botão azul ardósia e uma gravata azul meia-noite de malha.

Em “Specter”, Bond nos ensinou como usar alfaiataria preta; em “Skyfall”, ele dominava a jaqueta de caça e o cachecol; enquanto no “Casino Royale”, durante suas flexões, ele legitimou para sempre uma sunga azul bebê.

James Bond

O primeiro ponto digno de nota das imagens que temos até agora do novo longa é a interação sutil de tons e texturas entre sua camisa, paletó e gravata. Todas as cores são complementares, sem igual e as texturas dos tecidos trazem o melhor um do outro: o sutil desbotamento da gravata contra a nitidez da camisa, o efeito escovado da jaqueta contra a suavidade do pescoço de Daniel Craig, agora com seus charmosos 50 anos.

VEJA TAMBÉM: TUDO SOBRE O LEGADO ESTÉTICO E FILOSÓFICO DE BLADE RUNNER

Tom Ford, CEO e diretor criativo da marca, comentou:

“Eu não poderia estar mais feliz em vestir Daniel Craig como James Bond novamente no próximo filme, “No Time To Die”. James Bond simboliza o homem Tom Ford em sua elegância, estilo e amor ao luxo. É uma honra avançar com esse personagem icônico.”

O IMPACTO NA CULTURA POP

James Bond

Com mais de 60 anos na ativa, o espião britânico mais famoso do cinema permeia o imaginário coletivo de várias formas. As aventuras de James Bond passaram a exercer influência em alguns elementos da vida cotidiana. Um exemplo disso acontece nos videogames, já que os carros que apareceram nos filmes de Bond também se tornaram um ícone e figuram em outros âmbitos, como no jogo de corrida Forza 4. Além dos carros, outro ponto que cativa bastante os fãs da saga são os cenários dos filmes. Tanto as cenas de ação quanto aquelas que são rodadas em cassinos atraem a atenção dos espectadores.

VEJA TAMBÉM: O LEGADO DO FILME TOP GUN NO CINEMA, NA MODA E NA CULTURA POP

Em alguns sites de jogos de cassino online, como o da Betway, bacará e pôquer são algumas das modalidades que podem ser jogadas ao vivo para se ter um gostinho da atmosfera dos cassinos em que James Bond já efetuou alguma ação importante. Mas a influência do agente 007 não para por aí, visto que outras marcas, entre elas a Lego e a Moleskine, também já se inspiraram no universo de James Bond para lançar produtos próprios.

UM MUSEU PARA JAMES BOND

James Bond

Construído a uma altitude de mais de 3 mil metros, com uma estrutura de 1300m², o museu de 007 é um dos maiores do mundo. O volume de concreto que parece sair da montanha de neve foi desenhado pelo arquiteto austríaco Johann Obermoser, com inspiração direta no trabalho de Ken Adam, principal designer de produção da franquia, responsável por toda a estética minimalista e elegante que vemos nos filmes até hoje. Por lá, são encontradas formas geométricas, ângulos acentuados e paleta de cor sóbria são algumas de suas marcas visuais.

VEJA TAMBÉM: POR DENTRO DA ESTÉTICA AFROFUTURISTA DE PANTERA NEGRA

No interior do museu, a exposição 007 divide-se em 10 salas, cada uma representando o passo a passo da produção do filme ‘Contra Spectre’. Com a intenção de contar a história da franquia de maneira emotiva, envolvente, e moderna, Neal Callow, diretor criativo, não poupa recursos tecnológicos para a estrutura.

James Bond

Neal também assina a direção artística da saga de Craig. Para valorizar a experiência, Neal e Tino Schaedler uniram-se e criaram o melhor da arquitetura e do conteúdo para seus visitantes:

“Nós estudamos cautelosamente os projetos de Ken Adam e sua linguagem única. Ele projetou cada detalhe pensando na câmera e nos ângulos específicos. Nós usamos a mesma técnica para criar a exposição. Os visitantes são naturalmente levados durante o passeio, de uma sala para outra, devido ao layout e conteúdo”.

UMA VITRINE PUBLICITÁRIA

James Bond

Os filmes de James Bond também são grandes vitrines publicitárias, chamando a atenção de marcas que se interessam por acoplar-se na identidade do espião britânico. Uma das marcas da franquia são seus carros, onde 007 persegue os vilões que atravessam seu caminho.

VEJA TAMBÉM: 10 DOCUMENTÁRIOS DE MODA COM ÍCONES MASCULINOS NA NETFLIX

Um dos filmes com mais veículos exclusivos foi ‘007: Die Another Day’, com trilha sonora e participação de Madonna, o filme tinha carros como XK R da Jaguar, DB5 da Aston Martin e Aston Martin V12 Vanquish. Os outros filmes ainda contam com Ford Mustang, enquanto a BMW colocou vários modelos como o 518i, o Z3, o 750iL, o R1200 no filme “Goldeneye”.

OS FAMOSOS DRINKS

James Bond

Depois de uma parceria de 15 anos com os filmes 007 e uma negociação de US$45 milhões, a cervejaria Heineken fez com que James Bond deixasse o Martini de lado para tomar apenas cerveja. A negociação envolveu um comercial com o ator Daniel Craig, que segundo o tabloide The Sun, teria implicado com a situação.

“O James Bond de Daniel é durão, resistente e tranquilo. A imagem que ele tem trabalhado tão pesado para criar é o oposto de um homem que vai saborear cerveja”, reclamou uma fonte envolvida na produção do filme.

VEJA TAMBÉM: 3 DRINKS REFRESCANTES PARA BRINDAR O COMEÇO DA PRIMAVERA

Nos livros de Fleming, a bebida favorita de Bond é, na verdade, uísque. Na época em que Sean Connery atuava na franquia, o ator chegou a fazer comerciais da bebida.

James Bond

Pedida pela primeira vez em 1956 nas telonas, a imagem de James Bond ficou bastante associada à bebida Vodka Martini, sempre “batida, não mexida”.

VEJA TAMBÉM: 5 RECEITAS DE DRINKS COM CACHAÇA PARA PREPARAR FÁCIL EM CASA

O drink foi degustado por Bond em 41 oportunidades, seja na companhia de uma Bond Girl, de um vilão ou de outro agente secreto. O nome da bebida foi uma homenagem a Vesper Lynd, Bond girl nesse romance (Casino Royale).

Fotos: ®Reprodução

Summary
Daniel Craig dá Adeus ao Papel de James Bond, O Famoso Espião 007
Article Name
Daniel Craig dá Adeus ao Papel de James Bond, O Famoso Espião 007
Description
A maior franquia do cinema de todos os tempos volta com mais um filme repleto de reviravoltas que marcam a despedida de Daniel Craig no papel de James Bond.
Author
Publisher Name
What Else Mag
Publisher Logo

O que você achou?